sexta-feira, 7 de julho de 2017

Ministério Público investiga Felipe Carreras

O Ministério Público de Pernambuco abriu inquérito para investigar os contratos da empresa Festa Cheia com a Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur). O alvo do MPPE é o evento Olinda Beer, que, segundo a instituição, teria recebido "apoio financeiro concedido indevidamente para realização de evento privado, que é autosustentável, onde nem sequer consta no material de divulgação o apoio do Governo do Estado". A empresa Festa Cheia teria como sócio o deputado estadual Felipe Carreras (PSB), que atualmente ocupa o cargo de secretário de turismo estadual.

Apesar do despacho da promotora do Patrimônio Público de Olinda, Ana Maria Sampaio Barros de Carvalho, ter sido assinado em 21 de junho, as investigações teriam começado em 2016. Segundo o MPPE, apesar de Carreras ter se afastado oficialmente da direção da empresa em 2013 – quando ocupava o cargo de secretário de Turismo da Cidade do Recife -, ele teria mantido uma pessoa ligada à Festa Cheia no departamento jurídico da Empetur

"Restam as análises dos convênios, haja vista terem sido efetuados concomitantemente ao momento em que a Sra. Ana Cláudia era detentora do cargo de Direção da Empetur, haja vista a possibilidade de que ela tenha utilizado de sua influência para favorecer a Empresa Festa Cheia Produções", destacou a promotora em seu despacho.

Carreras negou, por meio de nota, qualquer irregularidade e afirmou que "todos os contratos citados no documento já foram apreciados e julgados regulares pelo Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE). Essas apreciações e aprovações foram, inclusive, apresentadas pela Empetur ao próprio Ministério Público na primeira fase deste processo. Vale ressaltar que desde que assumi a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Estado, a empresa Festa Cheia não foi contratada pelo Governo de Pernambuco para qualquer tipo de evento", afirmou no texto.

Portal Brasil 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário