quarta-feira, 19 de julho de 2017

Carroceiro morto por PM é homenageado em missa de 7º dia em SP


Um carroceiro morto por um policial militar há uma semana em São Paulo foi homenageado nesta quarta-feira (19) na Catedral da Sé, centro da capital. A missa de sétimo dia foi em memória de Ricardo Silva Nascimento, de 39 anos, que morreu após ser baleado por um agente da Polícia Militar (PM). no último dia 12, na Zona Oeste da cidade.

O PM alegou que agiu em legítima defesa ao atirar em Ricardo. O homem teria pego um pedaço de madeira e ameaçado uma mulher e quem estivesse perto de uma pizzaria na Rua Mourato Coelho, em Pinheiros. O carroceiro estaria alterado depois que uma cliente negou um pedaço de pizza a ele.

Testemunhas contaram outra versão: a de que o policial executou Ricardo, que não ofereceria risco e estaria indefeso, mesmo com um pedaço de pau nas mãos. Câmeras de segurança gravaram parte da ação policial.

O agente que atirou e outros policiais que participaram da ocorrência foram afastados preventivamente das ruas e realizam trabalhos administrativos na corporação. O caso é investigado pelo Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, e pela Corregedoria da PM.

Parentes e amigos de Ricardo, conhecido como Ricardo Negão, participavam da cerimônia nesta quarta na Catedral da Sé. De acordo com a assessoria de imprensa da PM, ocorria manifestação nesta tarde na região. O ato seguia pacífico, sendo monitorado por policiais.

Portal G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário