sexta-feira, 26 de maio de 2017

Mateus, agredido em Goiânia na greve geral, aparece em público e mostra a cicatriz

O estudante Mateus Ferreira da Silva, de 33 anos, que foi agredido com um cassetete por um policial militar durante as manifestações do último dia 28 de abril, no Centro de Goiânia, deu uma entrevista exclusiva ao programa Fantástico, da Rede Globo, onde fala sobre o que sentiu no dia em que foi ferido, sua recuperação e diz não sentir mágoas. De acordo com o estudante de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás (UFG), na hora da agressão, ele pensou que tivesse sido atingido por uma bala. "No momento, eu pensei que fosse um tiro. Não sabia o que que era", relembra.

Com informações do jornal O Popular (GO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário