quinta-feira, 4 de maio de 2017

Ex-ministra de Dilma é condenada a pagar indenização a Alexandre Frota

A ex-ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres no governo Dilma Rousseff, Eleonora Menicucci, foi condenada nesta quarta-feira a pagar R$ 10 mil ao ator Alexandre Frota, que admitiu ter estuprado uma mulher anos atrás, em um processo de indenização moral movido pelo ator.

A decisão foi da juíza Juliana Nobre Correia e ocorreu depois que a ex-ministra criticou o fato de o ministro da Educação, Mendonça Filho, ter recebido Frota em seu gabinete em maio do ano passado. Ela disse, na ocasião, que Alexandre Frota "não só assumiu ter estuprado, mas também faz apologia ao estupro".

O próprio ator admitiu, em um programa de TV em maio de 2015, ter estuprado uma mãe de santo. Na época, ele contou ao apresentador Rafinha Bastos que chegou a fazê-la desmaiar com a força com a qual pegou no pescoço da vítima. O comentário gerou revolta de internautas e autoridades que protestaram contra o ator.

Após a decisão, Eleonora Menicucci publicou um desabafo em seu Facebook na noite desta quarta no qual diz que a decisão de uma juíza mulher em favor de um homem que admitiu ter cometido um ato de estupro "revolta a todas as mulheres". Ela disse ainda que não será essa sentença que calará as mulheres.

"Tal sentença assinada por uma mulher, me condenando a pagar 10 mil reais com correção, revolta a todas as mulheres, pois o estupro é crime hediondo e inafiançável. Lamentavelmente a condenação não atinge só a mim, mas as mulheres que lutam há séculos contra o estupro, contra as violências de gênero e hoje em nosso pais contra as perdas de direitos que o governo golpista tem imposto, sobretudo a nós mulheres. Não será esta sentença, proferida por esta juíza que me calará, nem tampouco as mulheres brasileiras. Tolerância zero com a violência contra as mulheres!!! Tolerância zero com o estupro!!!!", escreveu a ex-ministra na rede social.
Veja o vídeo onde o ator comenta a história:




Com informações do Jornal O Globo (Rio) - Texto
E do canal Mirc Mirc Rimmer - Vídeo

Nenhum comentário:

Postar um comentário