terça-feira, 23 de maio de 2017

Encontro discute políticas públicas para comunidade cigana em PE

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), por meio da Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH) e Associação Pernambucana dos Ciganos (Acipe) promove, nesta quarta-feira (24/05), a partir das 14h, o Seminário "Atual situação das comunidades ciganas em Pernambuco: desafios e perspectivas para o futuro". 

O encontro será realizado no auditório da SJDH, no Bairro do Recife e marca as comemorações pelo Dia Nacional do Cigano - 24 de Maio. “O seminário representa um momento de reflexão a cerca das políticas públicas voltadas para o povo cigano no Estado. É preciso pautar de forma diferenciada políticas de registro civil, além da atenção à saúde e segurança dos povos tradicionais”, destaca Adriano Amorim, Gerente de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos. 

O presidente da Acipe, Enildo Soares, explica que o objetivo é discutir as políticas públicas de saúde e educação, além do incentivo à divulgação da cultura cigana no Estado. “Atualmente, Pernambuco contabiliza cerca de 20 mil ciganos e 40 comunidades em várias regiões do Estado, com número predominante no Sertão. E esse número tende a crescer com a chegada de integrantes de outros estados do Nordeste”, justifica Enildo. 

Além da exibição do documentário “A origem dos filhos do Sol. Os ciganos no mundo”, a programação contará com um debate sobre o tema. Os facilitadores serão o historiador da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Heberton Barata; o antropólogo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Erisvelton Sávio de Melo; a cigana Gabriela Kopnits (foto) e o presidente da Acipe, Enildo Soares.

Imprensa SEDH PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário