quarta-feira, 10 de maio de 2017

Bruno Araújo nomeia colega de partido, que está com direitos políticos suspensos e é citado na Lava Jato

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), nomeou o também tucano Luiz Paulo Vellozo Lucas, ex-prefeito de Vitória que está com os direitos políticos suspensos, para um cargo na pasta. A nomeação saiu no Diário Oficial nesta terça-feira (9).

Vellozo Lucas é apontado pelo delator Sergio Luiz Neves, ex-executivo da Odebrecht no Espírito Santo, de ter recebido R$ 500 mil da empreiteira a título de caixa dois, nas campanhas de 2010 e 2012.

Em 2010, segundo o delator, o tucano recebeu R$ 400 mil para a campanha ao governo do Estado. Dois anos depois, quando tentou retornar à Prefeitura de Vitória, Vellozo Lucas teria recebido mais R$ 100 mil.

Ele foi derrotado em ambas as campanhas.

O ministro, por sua vez, foi apontado por delatores como destinatário de R$ 600 mil, em duas campanhas.

Ambos negam as acusações. Em nota divulgada à época em que as informações vieram à tona, Bruno Araújo disse que apenas solicitou doações legais.

"Mantive uma relação institucional com todas essas empresas. Em todo o meu mandato, sempre atuei em prol de interesses coletivos. Atuei de acordo com a minha consciência."

Em 2016, Vellozo Lucas teve os direitos políticos suspensos após a Justiça do Espírito Santo o condenar por improbidade administrativa. Ele teve que pagar multa de R$ 50 mil porque funcionários da prefeitura atuavam em sua propriedade.

BuzzFeed Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário