quinta-feira, 6 de abril de 2017

#SomosTodosMirella DNA comprova que Edvan matou Mirella

As últimas peças comprobatórias da autoria da morte da fisioterapeuta Tássia Mirella Sena de Araújo, de 28 anos, confirmam o envolvimento do comerciante Edvan Luiz da Silva, 32, no crime. As amostras de pele coletadas debaixo das unhas da vítima coincidiram com o DNA do suspeito. Além disso, também foi encontrado sangue da vítima no apartamento dele e em duas camisetas. Às 17h, a gestora de Polícia Científica, Sandra Santos, dará uma coletiva de imprensa para detalhar os resultados. Nesta tarde, acontece a audiência de custódia no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, na Ilha Joana Bezerra, para determinar se Edvan Luiz continuará preso ou responderá pelo feminicídio em liberdade. Familiares, amigos e movimentos sociais pedem a permanência dele na cadeia em protesto em frente ao fórum.


Com informações do Diario de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário