segunda-feira, 3 de abril de 2017

Fugas e mortes em unidades da Funase

Um motim ocorrido na unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) localizada em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata de Pernambuco, deixou três internos mortos. A confusão no Centro de Atendimento Socioeducativo de Pernambuco (Case) teve início por volta das 16h30 deste domingo (2) e foi controlada pela polícia e por agentes da unidade trinta minutos depois.

Por meio de nota, a Funase informou que seis internos atearam fogo em uma das alas e três adolescentes morreram asfixiados. Integrantes da diretoria da instituição e da gerência de segurança e Corregedoria foram para o Case, que tem capacidade para 72 adolescentes e abrigava 35 na ocasião.

De acordo com 21º Batalhão da Polícia Militar, o motim foi provocado por disputa entre grupos rivais dentro do Case. A PM não divulgou as idades dos adolescentes mortos. “Por meio de sua Corregedoria, a Funase abrirá uma Sindicância que vai apurar as causas e responsabilidades”, traz a nota da Funase.

No dia 24 de março, outro adolescente foi morto no Case de Vitória de Santo Antão. Após ser arrastado de um bloco para outro da unidade, ele foi espancado por outros internos e morreu carbonizado, segundo a assessoria de imprensa da Funase. Em seguida, 32 reeducandos fugiram da unidade.

Pulando o muro - Dois adolescentes de 17 anos pularam o muro e fugiram da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, a fuga ocorreu na tarde do sábado (1º).  Ainda segundo a PM, os socioeducandos cumpriam pena no sistema semiaberto. 

Buscas foram realizadas nas proximidades, mas eles não foram encontrados. É a segunda fuga em menos de uma semana. Sete internos fugiram da Funase de Garanhuns na madrugada desta quarta-feira (29). Conforme a polícia informou, os adolescentes saíram do local pelo portão de entrada. Os jovens renderam os funcionários da Fundação e fugiram. Três deles foram recapturados

Portal G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário