terça-feira, 14 de março de 2017

Site BuzzFeed comprova caixa 2 na campanha de vereador ligado ao MBL

O vereador Fernando Holiday (DEM-SP) não declarou à Justiça Eleitoral os nomes e valores pagos para 26 pessoas recrutadas para atuar na reta final de sua campanha no ano passado. A prática, adotada com frequência por políticos e empresas envolvidos em escândalos de corrupção, é conhecida como “caixa 2”.

O BuzzFeed Brasil recebeu, sem revelar a fonte, planilhas e documentos com nomes e valores pagos a essas 26 pessoas. De acordo com o site, parte delas foi localizada e confirmou os serviços prestados e os valores recebidos. Segundo os cabos eleitorais, eles faziam a panfletagem e recebiam R$60 em dinheiro vivo em um shopping na avenida Paulista. Quem os recrutava era Tatiane Carvalho, estudante que aparece em fotos ao lado de Fernando Holiday e Kim Kataguiri, outro líder do MBL.

Holiday é ligado ao Movimento Brasil Livre (MBL), que organizou e liderou passeatas pela deposição de Dilma Rousseff da Presidência da República. O MBL é um movimento político brasileiro que defende o neoliberalismo e o republicanismo, ativo desde 2014. Em seu manifesto, cita cinco objetivos: "imprensa livre e independente, liberdade econômica, separação de poderes, eleições livres e idôneas e fim de subsídios diretos e indiretos para ditaduras". Alguns dos principais nomes do movimento, além de Holiday, são Kim Kataguiri, Renan dos Santos, Artur do Val e Pedro Ferreira. O movimento surgiu em São Paulo, no ano de 2014 e se uniu a correntes ruralistas e evangélicas para desencadear o golpe parlamentar de 2016.

Com informações do BuzzFeed, Revista Forum e Wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário