terça-feira, 28 de março de 2017

Recife tem protesto contra a reforma da Previdência

Manifestantes participaram de uma caminhada, nesta terça-feira (28), no centro do Recife, para protestar contra a reforma da Previdência do governo federal. Convocada pela Ordem dos Policiais do Brasil, a mobilização se concentrou por volta das 9h30, na Praça do Derby, saindo em passeata pela Avenida Conde da Boa Vista por volta das 10h30.

Segundo os organizadores, 2 mil pessoas participaram do ato. A Polícia Militar não divulgou estimativa. Os manifestantes criticaram, também, o governo do presidente Michel Temer e outras medidas anunciadas pelo Executivo e outras aprovadas na Câmara, como a Lei da Terceirização.

O protesto teve apoio do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol), Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de Pernambuco (SINPRF) e outras entidades ligadas a movimentos sociais.

Presidente da Ordem dos Policiais do Brasil, Frederico França criticou a reforma e os números sobre o rombo na Previdência. “Só podemos confiar na veracidade dos números após a auditoria da dívida da Previdencia. Sabemos que a população está envelhecendo, mas a reforma deveria ser feita em cerca de dez anos, sem sacrificar apenas o trabalhador. Parlamentares e empresas continuam isentos”, explicou.

A manifestação seguiu em direção à Praça da Independência, no bairro de Santo Antônio. Diretor jurídico do SINPRF, Paulo Arcoverde lembra que, além da Previdência, a Lei da Terceirização é uma das pautas do protesto.

“A luta não é só de uma ideologia política ou categorias isoladas. A reforma é contra a aposentadoria do brasileiro. Faz mal ao setor público e ao privado, assim como a terceirização. Protestar contra a reforma da Previdência é nossa prioridade, porque é nocivo a quem tanto já trabalhou”, disse Arcoverde.

Portal G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário