sábado, 25 de março de 2017

Polícia prende suspeitos de praticar triplo homicídio em Caruaru

A Polícia Civil confirmou em entrevista coletiva realizada no fim da tarde deste sábado (25) que três suspeitos são responsáveis de praticar o triplo homicídio em Lagoa do Paulista, zona rural de Caruaru, no Agreste de Pernambuco.

De acordo com informações repassadas pelos policiais, um dos suspeitos tem 17 anos e será encaminhado para a Funase. Os outros envolvidos têm 19 anos e 23 anos e estão presos temporariamente. A motivação do crime foi realmente o latrocínio, roubo seguido de morte, de acordo com o que foi passado pela Polícia.

"Todos confessaram a prática do crime. O crime foi elucidado e conseguimos prender todos os envolvidos", disse o delegado Luiz Bernardo, que junto ao delegado Francisco Souto Maior e o delegado chefe da Delegacia de Homicídios, Bruno Vital, ficaram responsáveis pela investigação.

Os três são de Caruaru, mas foram presos em locais diferentes. Um estava na cidade, outro em Ribeirão, na Mata Sul e o terceiro no município de Panelas, no Agreste. A coordenadora da Delegacia de Homicídios, delegada Pollyana Farias destacou a importância da parceria com o Disque-Denúncia para elucidar o crime. "Todas as informações enviadas foram analisadas e a parceria foi fundamental, como ocorreu com outros casos", disse.

A Polícia não informou mais detalhes do crime, mas disse que em breve uma reconstituição será feita, para explicar os detalhes do triplo homicídio e os motivos do assassinato das três pessoas. Também numa nova coletiva de imprensa, os policiais vão informar quem cometeu os disparos e como foi planejada a ação dos suspeitos.

O crime - Três pessoas da mesma família foram mortas por disparos de armas de fogo na terça-feira (21), em Lagoa do Paulista, zona rural de Caruaru, um homem de 61 anos e duas mulheres de 52 anos e 24 anos. Uma quarta vítima, um homem de 21 anos, também foi atingido e está internado no Hospital da Restauração, em Recife.

As duas motos roubadas durante a chacina foram encontradas na manhã da quinta-feira (23) na reserva da Serra dos Cavalos, também na zona rural da cidade. Segundo a Polícia Civil, as motos estavam queimadas e destruídas, mas após a realização da perícia, foi constatado por meio do chassi, que as duas motocicletas pertenciam as vítimas que foram mortas em Lagoa do Paulista.

De acordo com a Polícia Militar, quatro suspeitos arrombaram a porta dos fundos, entraram na residência das vítimas, roubaram duas motocicletas, atiraram e fugiram em seguida. Duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas para socorrer as vítimas.

Portal G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário