quinta-feira, 23 de março de 2017

Polícia identifica autor de ataque em Londres

O autor do atentado em Londres, na Inglaterra, na quarta-feira (22), foi identificado nesta quinta pela polícia londrina como sendo o britânico Khalid Masood (foto). A autoria do ataque foi reivindicada pelo grupo terrorista Estado Islâmico.

Horas antes da divulgação do nome do terrorista, a primeira-ministra britânica, Theresa May, havia afirmado que as forças de segurança já tinham investigado o autor do ataque por suspeita de conexão com atividades terroristas.

"O que posso confirmar é que o homem é britânico e que há alguns anos ele foi investigado pelo MI5 em relação a preocupações sobre extremismo violento. Ele era uma figura secundária. Ele não fazia parte do atual cenário da inteligência", declarou May no Parlamento.

"Ele era uma figura periférica... não era parte do atual quadro de inteligência. Não havia inteligência anterior sobre sua intenção ou sobre o complô", afirmou.

A polícia disse que Masood, de 52 anos, nasceu no condado de Kent, no sudeste da Inglaterra, e estava mais recentemente morando na região de West Midlands, no centro do país.

"Masood não era alvo de nenhuma investigação atual e não havia informação anterior de inteligência sobre sua intenção de realizar um ataque terrorista", disse a Polícia Metropolitana de Londres em comunicado. "Entretanto, ele era conhecido da polícia e tem uma série de condenações anteriores por agressões, posse de armas e ofensas à ordem pública".

A polícia disse que Masood nunca foi condenado por ofensas ligadas a terrorismo. Sua primeira condenação foi em 1983 por danos, e sua última foi em dezembro de 2003 por posse de uma arma.

Além do terrorista, que foi morto pela polícia, outras três pessoas morreram no ataque, todas já identificadas: o americano Kurt Cochran, que estava viajando com a mulher pela Europa, a professora britânica Aysha Frade, de 43 anos, e o policial britânico Keith Palmer, de 48 anos, que foi morto a facadas pelo agressor. 

E no final da tarde de hoje (23), morreu a quinta vítima, um idoso de 75 anos.

Portal G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário