quinta-feira, 30 de março de 2017

Mulher de Lasier Martins registra queixa contra senador por agressão

A mulher do senador Lasier Martins (PSD-RS) prestou queixa na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), em Brasília, onde afirmou ter sido agredida durante uma discussão na última terça-feira. O caso foi divulgado nesta terça-feira (30) pelo jornal Correio Braziliense. A Rádio Gaúcha confirmou com Janice todas as informações prestadas à polícia. Ela acusa o parlamentar de lesão corporal e injúria, e diz que esta não foi a primeira vez que sofreu agressões de Lasier.


"Foram pelo menos duas brigas muito feias. Ele me humilhava na frente da minha filha. Eu ainda estou com hematomas no corpo", contou a jornalista aos prantos. "Ele dizia que eu não era mulher para estar em Brasília". Janice também realizou exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). Contatado pela Gaúcha, o senador Lasier Martins negou a agressão e disse que "está sendo vítima de uma chantagem".


"Ela quer tirar o máximo de proveito com esse fato. Tenho testemunhas, a nossa empregada doméstica, outros funcionários são testemunhas do comportamento violento dela", afirmou.


Janice e Lasier Martins estão em processo de separação. No depoimento à polícia, a jornalista afirmou que o marido é um homem "violento e agressivo". Ela afirma que sofreu chutes nas pernas e que segurava um porta-joias no momento da briga. Janice contou à Gaúcha que no momento da discussão, teve a mão pressionada contra o acessório, o que provocou ferimento com sangue. 

O senador deu outra versão para o fato: "Ela tentou me agredir (com o porta-joias) e errou. Quando errou, ela acabou machucando a mão. Ali foi o ferimento, que ela tentou aumentar", disse Lasier.

A advogada de Janice, Renata França disse que vai aguardar a conclusão do inquérito policial para dar mais detalhes sobre o que ocorreu. Ela afirmou que orientou sua cliente a procurar a delegacia para denunciar a agressão.

"Há um bom tempo que ela tem passado por uma violência emocional e que chegou à violência física. Ela foi à delegacia a meu pedido, porque ela não queria. Mas as coisas foram se intensificando. Eu disse que ela precisava fazer a ocorrência, porque isso não para", afirmou.

Embora a queixa tenha sido prestada à Polícia Civil, a investigação terá de ser remetida à Procuradoria-Geral da República por conta da prerrogativa de foro. Segundo fontes consultadas pela Gaúcha, a polícia não tem competência para apurar o caso por se tratar de um parlamentar. Sendo assim, será remetido à PGR e, posteriormente, poderá ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Confira, na íntegra, nota divulgada pelo senador:

A propósito de ocorrência policial registrada por sua mulher Janice, o senador Lasier Martins informa que está em processo judicial de separação litigiosa no Foro do Distrito Federal.

Esclarece que não houve a alegada agressão física, mas ações e manobras da mulher no sentido de tirar proveito em tentativa de acordo no processo judicial.

O senador está triste com o acontecimento e aguarda o andamento do processo judicial onde apresentará provas de sua inocência.

Meme Nacional - Antes de entrar na política, Lasier Martins, então repórter da Rede Brasil Sul (Afiliada da Rede Globo no Sul do País), virou meme ao levar um choque de 220 volts em plena festa da uva. A situação viralizou nas redes há mais de uma década e até hoje muita gente ainda se lembra. O agora senador ficou desacordado por segundos, quebrou vértebras e foi parar no hospital. Até hoje ele considera o episódio "lamentável":



Com informações da Rádio Gaúcha, do Portal Cab e 
do Canal do Youtube do Francisco Antunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário