sexta-feira, 3 de março de 2017

Horário de verão gerou economia de R$ 159 milhões

O horário de verão deste ano gerou uma economia de R$ 159,5 milhões, redução do menor uso de usinas térmicas durante o período de vigência da medida.

O número é maior do que previsto pelo governo, que esperava uma economia de R$ 147,5 milhões, mas ficou abaixo do resultado do ano passado, quando o total chegou a R$ 162 milhões.

Segundo dados do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), no Sistema Sul houve uma redução da ordem de 4,3% na demanda no horário de pico (entre 18h e 21h), o que equivale, aproximadamente, ao atendimento do dobro da carga da cidade de Florianópolis neste horário.

Já no Sistema Sudeste/Centro-Oeste, a redução da demanda foi equivalente ao atendimento da metade da carga da cidade do Rio de Janeiro no horário de ponta, aproximadamente.

Esta edição do horário de verão durou 126 dias, de 16 de outubro de 2016 a 19 de fevereiro de 2017.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, além da economia de dinheiro, a medida gera ganhos qualitativos com a redução do consumo no horário de pico noturno, diminuindo os carregamentos no sistema de transmissão, proporcionando maior flexibilidade operativa para realização de manutenções em equipamentos e redução de cortes de cargas em situações de emergências, o que gera um aumento na segurança do atendimento ao consumidor final.

Por que Norte e Nordeste não têm o Horário de Verão?

O Horário de Verão não é adotado pelas regiões Norte e Nordeste. Isso acontece porque elas ficam mais próximas da Linha do Equador, onde os dias e as noites têm a mesma duração ao longo do ano. Assim, adiantar os relógios em 1 hora traria uma economia pouco significativa. 

Mas voos, concursos públicos, ENEM e programações da TV seguem estritamente o Horário de Brasília. Algumas emissoras, como a Rede Globo Nordeste e demais afiliadas das regiões adaptam suas programações (na chamada Rede Fuso, com programação diferenciada para o Norte e o Nordeste), mantendo apenas o Jornal Nacional ao vivo em todo o Brasil.

Portal UOL e Guia dos Curiosos

Nenhum comentário:

Postar um comentário