quarta-feira, 1 de março de 2017

Fnac deixará o Brasil e já procura comprador para lojas locais

A francesa Fnac anunciou que planeja sair do Brasil e já procura um comprador para ficar com as 12 lojas espalhadas pelo País.

O grupo "começou um processo ativo para buscar um sócio que dê lugar à retirada do país", relatou a empresa em comunicado que detalha os resultados de 2016. A companhia afirmou que houve equilíbrio entre despesas e receitas no último ano no país, e que a rentabilidade das vendas têm aumentado.

A Fnac está presente no Brasil desde o fim dos anos 1990, mas, há alguns anos, já tinha apontado dificuldades para atingir os resultados esperados no País. O último ano foi particularmente difícil para empresas que atuam neste segmento que combina livraria com vendas de eletrônicos. Nas últimas semanas, começou a circular a notícia de que Cultura e Saraiva estudam fusão.

O Brasil representa menos de 2% do volume de vendas total da Fnac. O grupo francês registrou lucro líquido ajustado de € 54 milhões, um aumento de 37% em relação ao ano anterior.
A receita anual foi de € 7,4 bilhões, alta de 1,9%. Em julho, a Fnac fechou a compra da varejista de eletrônicos Darty. O objetivo era reduzir a dependência da venda de livros, CDs e DVDs.

Folha SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário