quinta-feira, 16 de março de 2017

Divisa Sul: Operação da PF prende suspeitos de explosões a bancos

A Polícia Federal informou que as ações do grupo apontado como responsável por roubos e explosões de caixas eletrônicos em cidades de Pernambuco e Alagoas, desarticulado em uma operação nesta quinta-feira (16), eram marcadas pela violência.

Três pessoas foram presas. Elas foram identificadas como Bruno Santiago, o “Bruno Cabeção”, Ayrton Lucas Soares Araújo, o “Doidera”, e Paulo Ciríaco da Silva. O suspeito de ser o chefe da organização, Flávio Roberto Nunes, o “Flávio Galego”, está foragido.

Segundo o delegado Jorge André Figueredo, a quadrilha buscava evitar a aproximação da polícia durante os crimes. “Após efetuarem as explosões, durante a fuga, eles derrubavam árvores e colocavam na estrada para dificultar a perseguição policial. Bem como eles colocavam grampos na pista para dificultar a ação da polícia”, falou.

Outra característica apontada pela PF ao grupo é que, antes de explodirem as agências, eles efetuavam disparos de arma de fogo contra a delegacia ou o posto policial local. O delegado disse que a quadrilha é formada por 12 pessoas, sendo a maioria de Pernambuco e um suspeito de Alagoas.

“As investigações iniciaram em 2015, com o foco nos presídios, mas só identificamos a quadrilha em agosto do ano passado, aí não temos como saber ainda se há participação de alguém do sistema prisional", disse o Figueiredo.

A operação cumpriu sete mandados expedidos pela 17ª Vara criminal da Capital. Foram nove de busca e apreensão, oito de prisão preventiva e um de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar esclarecimentos na delegacia.

Desarticulação - A Polícia Federal fez uma operação com objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em roubos a banco. O grupo é apontado como responsável por investidas criminosas em cidades de Pernambuco e Alagoas, com casos de roubos à mão armada e explosões de caixas eletrônicos.

A Superintendência da PF em Pernambuco apontou que estão sendo cumpridos oito mandados de prisão, sendo quatro em Sirinhaém, dois em Ribeirão e um em Amaraji, todos na Zona da Mata Sul de Pernambuco, e um em Novo Lino, em Alagoas. Os suspeitos vão ser encaminhados para a sede do órgão em Maceió (AL).

Até às 10h, a Polícia Federal informou que já havia prendido dois homens, dos oito com mandados em aberto. Foram apreendidos cinco carros, sendo um clonado e dois roubados, além de R$ 46 mil e explosivos.

Denominada 'Divisa Sul', a operação cumpriu oito mandados de busca e apreensão, sendo em quatro em Sirinhaém, dois em Ribeirão, um em Amaraji e um em Novo Lino (AL). Além disso, há um mandado de condução coercitiva.

Portal G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário