quarta-feira, 8 de março de 2017

#DiaDaMulher - Irmãs Hosbach

No dia 27 de fevereiro, três irmãs foram assassinadas na cidade de Cunha Porã, em Santa Catarina. O principal suspeito é o agricultor Jackson Lahr, de 24 anos, ex-marido de uma das vítimas, Rafaela Horbach de 15 anos (a foto da identidade). 

Jackson estava inconformado com o fim do relacionamento, não queria pagar pensão para o filho do casal, de um ano e queria ver o menino.

As outras vítimas foram as suas irmãs Julyane (a de blusa cinza na foto), de 23 anos; e Fabiane (a que está na praia), de 12 anos. As três foram mortas a facadas. O marido de Julyane, Gilvan Meyer, também foi atingido pelas facadas, mas sobreviveu e ainda está hospitalizado.

Uma semana antes, segundo o pai delas, Neuri Horbach,  uma semana antes, Lahr havia ameaçado as três, que fizeram boletim de ocorrência na delegacia local. 


Jackson está preso. Se julgado e condenado, pode pegar de 12 a 30 anos de cadeia por cada vítima fatal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário