quarta-feira, 8 de março de 2017

#DiaDaMulher - Eloá Cristina Pimentel

Na tarde do dia 13 de outubro de 2008, Eloá Cristina Pimentel, de 15 anos, estava em casa com sua melhor amiga, Nayara e outros dois jovens, Iago e Victor, para fazer um trabalho do colégio, na cidade de Santo André, na Grande São Paulo. Eis que Lindemberg Alves Fernandes, de 22 anos, invadiu o apartamento e fez os quatro jovens de reféns. Lindemberg não se conformava com o final do relacionamento.

Mais tarde, Nayara, Iago e Victor foram liberados por Lindemberg. No dia seguinte, Nayara voltou para o cativeiro para ajudar nas negociações. Por mais de 100 horas aconteceu o drama do sequestro, transmitido para todo o País. Inclusive, programas sensacionalistas transmitiam ao vivo , detalhando cada momento e até apresentadores tentavam participar da negociação via telefone, com o sequestrador. 

Parecia que não poderia ocorrer nada pior. Mas aconteceu. No início da noite de 17 de outubro, a polícia invadiu o apartamento. Acuado, Lindemberg atirou nas duas jovens. Nayara foi atingida, mas sobreviveu. Eloá, que levara dois tiros (um na cabeça e outro na virilha) chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital. Seus órgãos foram doados. 

Em 2012, Lindemberg foi julgado e condenado a 98 anos e 10 meses de prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário