quarta-feira, 8 de março de 2017

#DiaDaMulher - Amanda Bueno

Amanda Bueno, 29 anos e mãe de uma adolescente, era stripper e dançarina de funk, tendo sido integrante do grupo Gaiola das Popozudas, o mesmo que revelou a cantora Valesca Popozuda. 

Ela foi assassinada no dia 16 de agosto de 2015 nos jardins da própria casa, em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. Uma câmera de segurança flagrou quando Milton Vieira (noivo e companheiro dela, na época) matou Amanda. Ele a pegou pelo pescoço e bateu com a cabeça dela várias vezes contra uma pedra no jardim e depois ainda deu várias coronhadas também na cabeça. Não satisfeito ele ainda atirou nela com uma escopeta.

Além da própria morte em si, Amanda ainda teve sua memória desrespeitada. Primeiro, vazaram fotos da necropsia do corpo no IML, mandando as imagens para celulares de parentes. Depois, a culpabilização da vítima, pois comentários à época (principalmente em comentários de portais de notícias) afirmavam que por ser funkeira e stripper, ela merecia sim, ser assassinada. Nem a filha de Amanda escapou do assédio nas redes sociais. Hoje a jovem tem 14 anos e mora com a avó paterna. O pai dela havia falecido oito meses antes do crime.

Milton Vieira, também conhecido como Miltinho da Van, foi julgado e condenado a 40 anos de prisão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário