sexta-feira, 10 de março de 2017

Ataque com machado deixa feridos na Alemanha

Um homem de 36 anos originário da antiga Iugoslávia e em um "estado psíquico excepcional" feriu com um machado sete pessoas na principal estação de trens de Dusseldorf, no oeste da Alemanha, na noite de ontem. As informações são da polícia local.

Pouco antes das 20h50 (16h50 de Brasília), o criminoso saiu de um trem armado com um machado e começou a atacar os passageiros presentes na estação central de Dusseldorf, deixando "sete feridos, três dos quais estão em estado grave e quatro tiveram ferimentos leves".

Segundo o comunicado, o suspeito pulou posteriormente de uma ponte para tentar fugir, ficando gravemente ferido. Segundo a agência alemã DPA, seu estado não permitia que ele fosse interrogado. Mas no momento dos fatos estava "em um estado psíquico excepcional" e "é por este estado que cometeu este ato", indicou um porta-voz da polícia citado pela agência. Um parente do criminoso contactou a polícia e explicou o contexto no qual o suposto autor cometeu os fatos, segundo a mesma fonte. Não foi divulgada nenhuma precisão adicional.

Num primeiro momento, a polícia informou que o ataque havia sido lançado por várias pessoas e indicou que dois suspeitos foram detidos, mas depois atualizou o balanço, indicando que o ato foi realizado por "apenas um suspeito". "O suspeito detido e que está ferido é um homem de 36 anos originário da antiga Iugoslávia que sofreria aparentemente de problemas mentais", havia indicado a polícia em um comunicado.

Um importante dispositivo policial foi mobilizado nos arredores do local do ataque e a estação foi totalmente evacuada por unidades de agentes especiais fortemente armados. Um helicóptero sobrevoava a cidade e o tráfego pôde ser retomado à 00h45 (20h45 de Brasília).


Em alerta - "Estávamos na plataforma e esperávamos um trem. O trem chegou e repentinamente uma pessoa com um machado saiu e atacou as pessoas", indicou uma testemunha sem se identificar citada pelo Bild. "Havia sangue por toda parte", acrescentou. 


Peter Altmaier, braço-direito da chanceler Angela Merkel, expressou na noite de quinta-feira seu apoio às vítimas. "O que quer que tenha acontecido na estação central de Dusseldorf, nossa solidariedade e nossos pensamentos estão com os inocentes feridos", disse em sua conta do Twitter. 

O prefeito da cidade, Thomas Geisel, se dirigiu ao local, segundo o Bild. "É um golpe duro para Dusseldorf. Muitas pessoas estão comovidas. Quero agradecer a polícia e os serviços de emergência. Meus pensamentos estão com as vítimas e seus entes queridos", indicou.

No fim de fevereiro, um alemão de 35 anos, que segundo a imprensa também sofria de problemas psiquiátricos, avançou com um veículo contra pedestres em Heidelberg, no sudoeste da Alemanha, deixando um morto e dois feridos.


Correio do Povo (RS)

Nenhum comentário:

Postar um comentário