segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Trump inventa incidente de segurança na Suécia e suecos zombam no Twitter

No sábado (18), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um comício no aeroporto de Orlando (Flórida). Diante de seus seguidores, o republicano defendeu as medidas aplicadas desde que tomou posse, há quase um mês. Uma de suas decisões mais polêmicas é o veto imposto a imigrantes procedentes de sete países de maioria muçulmana, medida suspensa pela justiça norte-americana. Durante a cerimônia, Trump defendeu as restrições fazendo referência a um suposto incidente na Suécia que não chegou a detalhar. Um tuíte do jornalista norte-americano Steve Kopack, retuitado mais de 23.000 vezes, mostra o momento exato em que Trump o menciona.

No vídeo, Trump afirma: “O importante é isso. Temos de manter nosso país seguro. Vejam o que está acontecendo. Temos que manter nosso país seguro. Vejam o que está acontecendo na Alemanha. Veja o que aconteceu na noite passada na Suécia. Na Suécia! Quem poderia pensar... Suécia! Eles receberam muitos refugiados. Estão tendo problemas que nunca acreditaram ser possíveis. Vejam o que está acontecendo em Bruxelas. Vejam o que está acontecendo em todo o mundo”.

Os primeiros surpreendidos foram os próprios suecos, que responderam com ironia nas redes sociais a respeito do último incidente de segurança inventado pela equipe de Trump. Mais cedo, sua chefe de campanha nas eleições, Kellyanne Conway, justificou o veto aos imigrantes falando do massacre de Bowling Green, que jamais aconteceu, e seu chefe de imprensa, Sean Spicer, falou sobre outro ataque fictício que teria acontecido em Atlanta. A Embaixada da Suécia nos EUA já pediu explicações oficialmente à Casa Branca sobre as declarações de Trump. Uma das reações mais importantes foi a de Carl Bildt, ex-primeiro-ministro sueco entre 1991 e 1994.

Outros usuários do Twitter reagiram com ironia ao falso atentado mencionado por Trump, brincando com clichês sobre a Suécia –como o cozinheiro sueco dos Muppets. Durante todo o fim de semana os tuiteiros usaram as hashtags #swedenincident e #lastnightinsweden para zombar das palavras de Trump. Existe até mesmo uma conta criada neste sábado dedicada exclusivamente ao incidente.

El País Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário