sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Sem futuro no campo, jovens seguirão outro rumo

Segundo a vice-presidenta da CUT, Carmen Foro, a proposta de reforma da Previdência do governo Temer vai provocar o êxodo dos trabalhadores rurais para as cidades. "Quando os jovens olharem para o campo e não enxergarem perspectiva, sem chances de se aposentar, vão buscar outro caminho", disse a dirigente em entrevista à Rádio Brasil Atual.

Carmen alerta que com a reforma aponta para o fim da aposentadoria rural, o que significa o aumento da pobreza no campo. "Vários estudos mostram que a vida no campo é difícil por causa do trabalho penoso. Chegar aos 65 anos é difícil. Então, a reforma tira qualquer possibilidade desse povo se aposentar. O fim da Previdência rural é o fim do mínimo da condição de uma vida digna no campo. Quase todos os trabalhadores rurais recebem de aposentadoria um salário mínimo, então já recebemos o mínimo e ainda querem tirar isso."

O governo federal tenta, com ela observa, jogar os trabalhadores urbanos contra os rurais, ao dizer que parte do déficit é criado pela Previdência rural. "O argumento de que os trabalhadores rurais são os causadores do déficit, é uma tentativa de colocar os urbanos contra eles. Nós precisamos combater isso, porque a Previdência não é deficitária, há estudos que comprovam."

Sindicato dos Bancários de SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário