quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Casa Verde da Compesa ensina a produzir máscaras sustentáveis para o carnaval

Usar máscaras durante o Carnaval já é uma tradição na folia de Momo. O acessório, usado com cores e brilho, dá um toque especial de beleza e alegria à festa. Pensando nas pessoas que desejam brincar a folia com máscaras, a Casa Verde da Compesa, em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, está promovendo oficinas gratuitas, para ensinar as pessoas como confeccionar as peças, usando materiais recicláveis.

Já foram realizadas duas oficinas de máscaras sustentáveis, que são abertas ao público em geral. A previsão é de que até o Carnaval aconteçam mais três. As máscaras são produzidas a partir da utilização de materiais encontrados em casa, que normalmente seriam descartados, como caixa de papelão ou prato descartável. Junta-se a esse material tinta guache, lantejoulas, purpurina, cola branca ou colorida e palito de churrasco.

Para a coordenadora da Casa Verde, Carmem Tavares, a oficina oferece a oportunidade de o folião confeccionar as máscaras de acordo com o seu gosto, além de trazer economia para o bolso. “Quem participa das oficinas aprende sobre a importância de reaproveitar, estimula a própria criatividade e ainda aprende a produzir lindas máscaras carnavalescas gastando pouco dinheiro e sendo sustentável”, afirma.

A Casa Verde Compesa fica localizada na rua Augusto Cavalcanti, 512, Centro – Arcoverde, próximo ao Tiro de Guerra. Os interessados em participar da oficina devem ligar para o número 87 3822-5370.

“ Unir os festejos de Momo com produtos ecologicamente sustentável, as oficinas propõem despertar nos participantes mudança de hábito em relação ao lixo que produzimos, através do reaproveitamento de materiais recicláveis”, finaliza a coordenadora.

Imprensa Compesa






Nenhum comentário:

Postar um comentário