terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Repórter da Globo Minas é agredida ao vivo

Durante a cobertura do motim no Presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a repórter Larissa Carvalho, da TV Globo Minas, foi agredida, quando fazia um boletim com informações, ao vivo, na GloboNews, pouco depois da meia-noite desta terça-feira (17).


A repórter falava sobre a situação de momento na penitenciária e sobre a questão da superlotação da unidade, quando começou uma gritaria entre os parentes dos presos, que estavam próximos do local onde a repórter trabalhava. Em seguida, uma mulher se aproxima e empurra a repórter, que cai no chão. Um policial aparece e domina a agressora. Ela é mãe de um detento, segundo a Polícia Civil. Depois da agressão, a polícia isolou a área, e a repórter, já em segurança, pôde completar as informações aos telespectadores da GloboNews.


Larissa Carvalho sofreu ferimento leve no braço direito. A mulher que praticou a agressão foi detida e, após ser ouvida, foi liberada. Uma ocorrência policial foi registrada na delegacia de plantão de Ribeirão das Neves.

Em nota de repúdio, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) considerou intolerável a agressão à repórter de televisão e destacou que a profissional foi empurrada e jogada no chão por uma mulher, parente de um dos presos, enquanto fazia uma entrada ao vivo. "Atos de intolerância como este demonstram a total falta de conhecimento do verdadeiro papel da imprensa, cujo único objetivo é o de informar a população sobre assuntos relevantes que impactam o seu dia a dia. O acesso à informação é um direito garantido e não pode ser violado", diz o comunicado.

Assista o vídeo do momento da agressão:




Com informações do Portal G1 e do Diario do Centro do Mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário