sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Procon-PE realiza pela primeira vez pesquisa em bares e restaurantes das praias

O Procon-PE realizou pela primeira vez uma pesquisa em bares, barracas e restaurantes das praias de Porto de Galinhas, em Ipojuca, Boa Viagem, no Recife, e Bairro Novo, em Olinda. Foram pesquisados alugueis de cadeiras e guarda sol, além de preços de comidas e bebidas. Alguns produtos apresentaram até 200% de diferença entre as praias, a exemplo do peixe frito médio.
Em Porto, foram pesquisados 20 estabelecimentos e 41 iguarias. Todos os estabelecimentos ficam localizados na área das piscinas naturais. E é lá que os produtos estão mais caros. Um peixe frito inteiro grande pode sair por R$ 105. Mas, na mesma praia, o mesmo peixe pode ser encontrado por R$ 70.
O mesmo tira gosto pode ser apreciado em Boa Viagem por R$ 50 e em Bairro Novo por R$ 40. Já para se hidratar o consumidor desembolsa por uma água mineral R$ 6, em Porto de Galinhas; R$ 4, em Boa Viagem e R$ 3, em Bairro Novo.
A dose de aguardente tem o mesmo preço em Boa Viagem e Olinda, sai por R$ 2, já no Litoral Sul o valor é de R$ 4. Uma curiosidade das bebidas alcoólicas é que apenas em Olinda a cerveja é comercializada em garrafas de vidro. E lá a bebida varia de R$ 5 a R$ 8.
O consumidor também deve ter mais atenção na cobrança de guarda-sol e cadeiras nas praias. Todos os estabelecimentos informaram que se houver consumação não é cobrada a taxa para utilizar o serviço.Porém, sem consumação a diferença percentual de uma praia para outra chega a R$ 150%.
Em Porto, o preço varia de R$ 20 a R$ 50. No Recife, o preço é tabelado de R$ 20 em todas as barracas. Já em Olinda apenas uma barraca cobra taxa, também de R$ 20, em todas as outras não há cobrança.

A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 16 deste mês. O objetivo desta pesquisa realizada pelo PROCON-PE é oferecer ao consumidor um instrumento que auxilie na comparação, escolha e economia dos serviços de lazer nas praias de Pernambuco.
Em Porto há uma maior variedade de produtos. Foram 41 itens analisados. Em Boa Viagem 24 e 32 de Olinda, entre alimentação e bebidas com e sem álcool. Em Recife e Olinda 10 estabelecimentos foram pesquisados em cada cidade.
Imprensa Procon PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário