terça-feira, 31 de janeiro de 2017

PF deflagra operação contra doador de Eduardo Campos e do PSB

A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou na manhã desta terça-feira, por volta das 6h, a Operação Vórtex, um desmembramento da Operação Turbulência, para investigar mais uma empresa envolvida na polêmica compra do avião Cessna Citation que caiu com o então candidato a presidência em 2014 Eduardo Campos (PSB), morto no acidente aéreo.

Nesta etapa são investigados os crimes de corrupção, direcionamento de licitação e lavagem de dinheiro. Ao todo, 30 policiais federais cumpriram 10 ordens judiciais em Pernambuco, sendo seis mandados de busca e apreensão (quatro no bairro de Boa Viagem, um no Pina e um em Jaboatão dos Guararapes) e quatro mandados de condução coercitiva (todos no bairro de Boa Viagem).

Genro - Entre os empresários levados hoje para prestar esclarecimentos na sede da Polícia Federal no Recife, durante a operação Vórtex, está Rodrigo Leicht Carneiro Leão, genro do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), José Múcio. Casado com uma das filhas de Múcio, Leicht é sócio da empreiteira Lidermac, alvo da operação da PF, que estaria envolvida na compra do avião usado pelo ex-governador Eduardo Campos, durante campanha presidencial em 2014. A operação busca colher provas de lavagem de dinheiro e corrupção que teriam envolvido a compra do jato Cessna Citation PR-AFA.

Diário Catarinense e Valor Econômico

Nenhum comentário:

Postar um comentário