terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Nigéria: campo de refugiados é bombardeado. 50 mortos.

Dezenas de pessoas morreram nesta terça-feira em um campo de refugiados no norte da Nigéria vítimas de um bombardeio aéreo, segundo informou a organização Médicos sem Fronteiras (MSF). O Exército nigeriano reconheceu o ataque, mas afirma que se trata de um erro, já que a operação militar visava supostamente o grupo terrorista Boko Haram

"Nesta manhã recebemos um relatório sobre uma concentração de terroristas do Boko Haram em torno da zona de Kala Balge de Maiduguri", indicou o general Lucky Irabor, comandante de operações, segundo informa a agência de notícias oficial NAN. "Infelizmente", prosseguiu, depois que se realizou o ataque se descobriu que "outros civis estavam próximos da zona e se viram afetados". O general, que reconheceu que há mortos e feridos, não precisou o número de vítimas, embora tenha assinalado que dois soldados e vários trabalhadores do Médicos Sem Fronteiras (MSF) e do Comitê Internacional da Cruz Vermelha "foram afetados".

No local do bombardeio, na localidade de Rann, no norte do país, havia dezenas de pessoas, incluindo pessoal de equipes humanitárias. Médicos Sem Fronteiras (MSF) anunciou em um comunicado citado por Europa Press que suas equipes no terreno "viram 120 feridos e 50 mortos após o bombardeio", e começaram a oferecer "ajuda de primeiros socorros". A Cruz Vermelha informou que ao menos seis de seus funcionários morreram.

El País (Espanha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário