terça-feira, 24 de janeiro de 2017

La La Land tem 14 indicações ao Oscar


Não teve surpresa: depois de arrebatar vários prêmios na temporada pré-Oscar 2017, "La La Land - Cantando Estações" foi o destaque das indicações para a 89ª edição da premiação da Academia. O musical dirigido por Damien Chazelle bateu recorde sendo citado em 14 categorias e se juntou a "Titanic" (1997) e "A Malvada" (1950) como filme de maior número de indicações na história do prêmio. "La La Land" já havia se tornado recordista no Globo de Ouro, quando levou sete troféus.
Depois de a campanha "Oscar so White" [Oscar tão branco] jogar luz na ausência de negros entre os indicados no ano passado, este ano o Oscar bateu recorde de indicações para profissionais negros. Pela primeira vez na história, três atrizes negras concorrem como coadjuvantes. É também inédita a indicação de três profissionais negros na categoria roteiro adaptado.
As chances que o Brasil tinha de entrar na disputa não se concretizaram dessa vez: o diretor e roteirista paulista Leo Matsuda estava entre os finalistas de curta de animação por "Trabalho Interno", da Disney, mas não ficou entre os cinco indicados. Sonia Braga, que foi chegou a ser citada em apostas de críticos como melhor atriz por "Aquarius", também não entrou na lista.

O sucesso de "La La Land"

O musical conseguiu alcançar o chamado "big five", as indicações nas categorias mais prestigiosas do Oscar: filme, direção (Chazelle), atriz (Emma Stone), ator (Ryan Gosling) e roteiro, o que coloca "La La Land" como favorito na disputa pelas estatuetas.
O último filme a conseguir o "big five" foi "Trapaça", em 2013. Em toda a história do Oscar, apenas três longas venceram nesta cinco categorias de uma vez: "O Silêncio dos Inocentes" (1991), "Um Estranho no Ninho" (1975) e "Aconteceu Naquela Noite" (1934).
Além das categorias principais, "La La Land" concorre em fotografia, figurino, montagem, trilha sonora original, canção original com duas faixas ("Audition - The Fools Who Dream" e "City of Stars"), design de produção, edição de som e mixagem de som.
Em cartaz no Brasil desde a última quinta-feira (19), "La La Land" acompanha uma aspirante a atriz e um pianista de jazz que se apaixonam e tentam manter o relacionamento enquanto buscam seus sonhos em Los Angeles, a terra do showbiz.

Outros destaques

Outro destaque foi "Moonlight: Sob a Luz do Ar", que ficou com oito indicações, e se destacou por entrar em categorias nobres: filme, direção (Barry Jenkins), ator coadjuvante (Mahershala Ali), atriz coadjuvante (Naomie Harris), roteiro adaptado (Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney), fotografia, montagem (James Laxton) e trilha sonora original. 
Muito elogiado no Festival de Toronto, "Moonlight" acompanha o crescimento de um jovem negro, em diferentes fases da vida, enquanto ele lida com as dificuldades e descobre sua homossexualidade.
Também com oito indicações, a ficção científica "A Chegada" foi lembrada como melhor filme, direção (Denis Villeneuve) e roteiro, e em categorias mais técnicas: fotografia, montagem, design de produção, edição de som e mixagem de som. Amy Adams, que vinha sendo cotada como melhor atriz, ficou de fora.
A Amazon também faz sua estreia no Oscar, tornando-se o primeiro serviço de streaming a entrar na lista de melhor filme com "Manchester à Beira-Mar", que teve seis indicações: filme, direção (Kenneth Lonergan), ator (Casey Affleck), atriz coadjuvante (Michelle Williams), ator coadjuvante (Lucas Hedges) e roteiro original.
Os vencedores serão conhecidos na noite de 26 de fevereiro, em cerimônia realizada no Dolby Theater, em Los Angeles, com apresentação de Jimmy Kimmel. 
Veja a lista de indicados:

MELHOR FILME
"A Chegada"
"Até o Último Homem"
"Estrelas Além do Tempo"
"Lion - Uma Jornada para Casa""
"Moonlight: Sob a Luz do Luar"
"Cercas"
"A Qualquer Custo"
"La La Land - Cantando Estações"
"Manchester à Beira-Mar"

MELHOR ATRIZ
Isabelle Huppert, por "Elle"
Ruth Negga, por "Loving"
Natalie Portman, por "Jackie"
Emma Stone, por "La La Land - Cantando Estações"
Meryl Streep, por "Florence: Quem é Essa Mulher?"

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Viola Davis, por "Cercas"
Naomie Harris, por "Moonlight: Sob a Luz do Luar"
Nicole Kidman, por "Lion - Uma Jornada para Casa""
Octavia Spencer, por "Estrelas Além do Tempo"
Michelle Williams, por "Manchester à Beira-Mar"

MELHOR ATOR
Casey Affleck, por "Manchester à Beira-Mar"
Andrew Garfield, por "Até o Último Homem"
Ryan Gosling, por "La La Land – Cantando Estações"
Viggo Mortensen, por "Capitão Fantástico"
Denzel Washington, por "Cercas"

ATOR COADJUVANTE
Mahershala Ali, por "Moonlight: Sob a Luz do Luar"
Jeff Bridges, por "A Qualquer Custo"
Lucas Hedges, por "Manchester à Beira-Mar"
Dev Patel, por "Lion - Uma Jornada para Casa""
Michael Shannon, por "Animais Noturnos"

DIREÇÃO
"A Chegada"
"Até o Último Homem"
"La La Land - Cantando Estações"
"Manchester à Beira-Mar"
"Moonlight: Sob a Luz do Luar"

MELHOR ANIMAÇÃO
"Kubo e As Cordas Mágicas"
"Moana"
"Minha Vida de Abobrinha"
"A Tartaruga Vermelha"
"Zootopia: Essa Cidade é o Bicho"

ROTEIRO ORIGINAL
"A Qualquer Custo"
"La La Land - Cantando Estações"
"O Lagosta"
"Manchester à Beira-Mar"
"20th Century Women"

ROTEIRO ADAPTADO
"A Chegada"
"Cercas"
"Estrelas Além do Tempo"
"Lion - Uma Jornada para Casa"
"Moonlight: Sob a Luz do Luar"

FILME ESTRANGEIRO
"Um Homem Chamado Ove" (Suécia)
"Terra de Minas" (Dinamarca)
"Tanna" (Austrália)
"O Apartamento" (Irã)
"Toni Erdmann" (Alemanha)

DOCUMENTÁRIO
"Fogo no Mar"
"Eu Não Sou Seu Negro"
"Life, Animated"
"O.J.: Made in America"
"A 13ª Emenda"

TRILHA SONORA
"Jackie"
"La La Land - Cantando Estações"
"Lion - Uma Jornada Para Casa"
"Moonlight: Sob a Luz do Luar"
"Passageiros"

CANÇÃO ORIGINAL
"Audition", de "La La Land - Cantando Estações"
"Can't Stop the Feelings", de "Trolls"
"City of Stars", de "La La Land - Cantando Estações"
"The Empty Chair", de "Jim: The James Foley Story"
"How Far I'll Go", de "Moana"

MELHOR CURTA-METRAGEM
"Ennemis Intérieurs", de Sélim Azzazi
"La Femme et le TGV", de Timo von Gunten
"Silent Nights", de Aske Bang
"Sing (Mindenki)", de Kristof Deák
"Timecode", de Juanjo Giménez

MELHOR DOCUMENTÁRIO CURTA-METRAGEM
"Extremis", de Dan Krauss
"4.1 Miles", de Daphne Matziaraki
"Joe's Violin", de Kahane Cooperman e Raphaela Neihausen
"Watani: My Homeland", de Marcel Mettelsiefen e Stephen Ellis
"The White Helmets", de Orlando von Einsiedel e Joanna Natasegara

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO
"Pearl"
"Piper: Descobrindo o Mundo"
"Blind Vaysha"
"Pear Cider and Cigarettes"
"Borrowed Time"

FOTOGRAFIA
"A Chegada"
"La La Land - Cantando Estações"
"Lion"
"Moonlight: Sob a Luz do Luar"
"Silêncio"

EFEITOS VISUAIS
"Horizonte Profundo: Desastre no Golfo"
"Doutor Estranho"
"Mogli: O Menino Lobo"
"Kubo e as Cordas Mágicas"
"Rogue One: Uma História Star Wars"

EDIÇÃO DE SOM
"A Chegada"
"Horizonte Profundo - Desastre no Golfo"
"Até o Último Homem"
"La La Land - Cantando Estações"
"Sully - O Herói do Rio Hudson"

MIXAGEM DE SOM
"A Chegada"
"Até o Último Homem"
"La La Land - Cantando Estações"
"Rogue One: Uma História Star Wars"
"13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi"

MAQUIAGEM E CABELO
"Um Homem Chamado Ove"
"Star Trek: Sem Fronteiras"
"Esquadrão Suicida"

FIGURINO
"Aliados"
" Animais Fantásticos e onde Habitam"
"Florence: Quem é Essa Mulher?"
"Jackie"
"La La Land - Cantando Estações"

DESIGN DE PRODUÇÃO
"A Chegada"
"Animais Fantásticos e onde Habitam"
"Ave, César!"
"La La Land - Cantando Estações"
"Passeiros"

MONTAGEM
"A Chegada"
"Até o Último Homem"
"A Qualquer Custo"
"La La Land- Cantando Estação"
"Moonlight: Sob a Luz do Luar"

Portal UOL
Nota do Blog: Aquarius certamente foi injustiçado por conta das politicagens ocorridas no Brasil. Resultado: O Brasil está fora da festa do Oscar. Sonia Braga não está na indicação por melhor atriz, o filme, que poderia representar a América Latina, foi limado e todos os indicados a melhor filme estrangeiro são europeus... Lamentável. Mas que o cineasta Kleber Mendonça Filho leve em consideração o sucesso junto ao público e os prêmios recebidos ao redor do mundo. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário