sábado, 10 de setembro de 2016

Mais incentivo para a Ciência, Tecnologia e Inovação

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) fecham acordo de mais de 45 milhões para ampliar o apoio de CT&I no estado englobando várias metas para os pesquisadores no período de 2016 e 2022. O próximo passo será o lançamento de editais, a seleção das propostas, a contratação e o acompanhamento de suas execuções. 
Ao total, sete metas foram estabelecidas e, dentre elas estão a atração e fixação de pesquisadores doutores pelas IES de Pernambuco no intuito de aumentar a competitividade das Instituições de Ensino Superior de Pernambuco (IES), a ampliação das bolsas de pós-doutorado nos Programas de Pós-Graduação e da oferta de doutorados interinstitucionais (DINTER) em no estado. 
Uma das metas do acordo estabelece o estímulo à capacitação docente das IES públicas estaduais e municipais de Pernambuco. Com isso, a  FACEPE espera financiar projetos de capacitação docente (similares ao Planfor) para IES públicas estaduais ou municipais sediadas no Estado.  A medida beneficiará, em particular, as autarquias municipais de ensino superior, importante centros de formação em licenciatura no Estado.
No acordo, também ficou estabelecido o estimulo às atividades de cooperação acadêmica nacional e internacional dos Programas de Pós-Graduação (PPGs), onde a FACEPE pretende estimular a participação em projetos e iniciativas que envolvam cooperação científica nacional e, principalmente, internacional, com destinação de recursos adicionais de custeio com notas CAPES 4, 5 e 6. Espera-se lançar três editais (entre 2017 e 2019), apoiando um total de até 40 PPGs.
Imprensa SECTI-PE


Nenhum comentário:

Postar um comentário