terça-feira, 30 de agosto de 2016

Brasileiras encontradas mortas em Portugal

Três brasileiras que estavam desaparecidas desde janeiro foram encontradas mortas, nesta sexta-feira, dentro de um poço perto de um aeroporto em Tires, em Cascais, Portugal. As vítimas são as irmãs mineiras Michele Santana Ferreira, de 28 anos, que estava grávida, e Lidiana Neves Santana, de 16, além da amiga delas, a capixaba Thayane Milla Mendes, de 21. Os corpos estavam num canil, onde trabalhava o principal suspeito do crime, que era namorado da Michele.

A mãe de duas das jovens, a auxiliar de serviços gerais Solange Santana Leite, de 50 anos, confirmou  que recebeu a notícia da morte das filhas por uma amiga que mora em Portugal. Ela ainda afirmou que não tem como sair do Brasil para ir até a Europa em busca do corpo das filhas. Ela disse que vai contar com a ajuda de sua amiga para resolver as questões burocráticas.

Segundo a mãe, a filha mais velha, que estava grávida de 3 meses, morava em Lisboa, em Portugal, há nove anos, na companhia do brasileiro suspeito, com quem mantinha um relacionamento. O companheiro da filha, poucos dias depois do desaparecimento das mulheres voltou para Novo Cruzeiro, no Vale do Jequitinhonha, onde tem um filho com outra mulher.

Jornal Extra (Rio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário