quinta-feira, 21 de junho de 2018

Ibura: comunidade denuncia miséria e violência

A comunidade estará se reunindo amanhã (22) na Praça das Igrejas, às 18h e na pauta, o combate à violência no bairro e que providências a comunidade deve tomar para combater a fome dos necessitados. A Ong IMC - Ibura Mais Cultura está promovendo a reunião, e avisa que qualquer pessoa que possa ajudar, presencial ou financeiramente está convidada a participar.

Um dos bairros mais populosos do Recife, o Ibura, na zona sul da cidade, está vivendo dias aterrorizantes. A violência, infelizmente comum, vem tomando contornos insuportáveis para a comunidade. Moradores denunciam a violência policial, com invasão de residências no meio da noite e sem autorização judicial. "Não aguentamos mais ver nossos irmãos sendo executados na mão da polícia. Antes de qualquer medo, nosso povo ainda tem fome, são pessoas humildes que estão deixando suas casas e até mesmo dormindo na rua, sem ter o que comer", afirma o militante e estudante de Direito, Pedro Aureliano.

A Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas lançou uma nota oficial denunciando a violência no Ibura:

A Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas escreve essa nota para manifestar a indignação e preocupação com a situação de guerra instalada no bairro do Ibura. O Ibura é um dos bairros localizado no território sagrado dos morros recifenses, tem cerca de 50mil pessoas e assim como em vários morros da cidade o Ibura é fruto das ocupações intensificada na década de 60, abrigando famílias pobres removidas de áreas centrais da cidade vítimas da higienização social, que assim como todo povo pobre, que viveu essa gentrificação mas ressignificou o bairro com luta, amor e resistência.

Hoje o Ibura abriga vários coletivos de luta social, coletivos de cultura, de poesia, organizações comunitárias, mais de 40 associações de bairro, e várias ativistas dos direitos humanos, artistas, produtoras, líderes comunitárias, gente que faz do bairro um lugar que não deixa os sonhos morrerem. Nos últimos dias o Ibura tem vivenciado a face mais perversa do projeto genocida do Estado, o bairro que assim como toda favela urbana é alvo da violência institucional executada pela força armada da polícia, vem enfrentando um clima de guerra, desde domingo (10.06.18) foram diversos os confrontos armados e ações violentas no território, que resultaram em mortes, pessoas feridas por armas de fogo e agressões físicas. As ações efetuadas por agentes de segurança pública e grupos armados vem acontecendo durante a semana em diferentes horários de circulação intensa de moradores, afetando de forma grave principalmente os trabalhadores e trabalhadoras que moram na comunidade, e colocando na mira do cano o grupo social do projeto de genocídio do Estado: A juventude negra!

Quatro jovens mortos, vários carros da polícia circulando o bairro dia e noite ameaçando moradores, invadindo e revirando casas sem ordem judicial, coagindo até mesmo quem está dentro de casa, espaço que é violado diariamente pelo contexto de guerra nas favelas. Em Pernambuco até esse mês morreram mais 360 pessoas, a banalização da violência, é um fenômeno crescente entre a população que não se comove com o corpo de jovens negros ensanguentados, mas se revolta a qualquer ameaça a propriedade privada. O genocídio do povo negro é projeto racista da burguesia que desde a escravidão deseja controlar nosso povo com violência.

A proibição das drogas é o motivo usado pelo Estado para autorizar a polícia a violar direitos, matar pessoas e prender inocentes diariamente nas periferias de todo Brasil, todos os dias têm violação de direito nas periferias, morros e favelas das cidades. Além de lidar com a ausência de comoção dos governantes da mídia local e da população a favela se depara com o silêncio revoltante das organizações, movimentos sociais, parlamentares e pessoas que diariamente se colocam como defensores dos direitos humanos, mas que não tem se incomodado com os apelos feitos por moradores do bairro Ibura durante toda essa semana.

Convocamos a todos os movimentos sociais e organizações que são parceiros nessa luta, e que reconhecemos com grande poder de articulação e mobilização, para fazer a defesa da VIDA do povo que mora no Ibura e todas as comunidades pobres, que vem sendo violadas. É urgente causar a comoção da população pelas vidas das crianças, mulheres, jovens negros e moradores desses bairros.

Exigimos que essa guerra acabe, que as autoridades legislativas, executivas e judiciárias se manifestem e assumam sua responsabilidade pela retirada do braço armado nos territórios, e a garantia do fim desse confronto violento. Exigimos a igualdade de condições para combater essa lógica racista e repressora, não admitimos um mundo onde as armas que chegam nas mãos das crianças nas favelas tenham mais tempo e trajetória de vida que elas. CONTRA O GENOCÍDIO, NENHUM PASSO ATRÁS!

Esse texto foi escrito com o depoimento e diálogo com pessoas que moram nas comunidades do Ibura”


Genocídio Negro - De acordo com dados da Anistia Internacional, a juventude negra é a maior vítima de homicídios em nosso país. Segundo a Anistia Internacional, dos 56 mil homicídios que ocorrem por ano no Brasil, mais da metade são entre os jovens. E dos que morrem, 77% são negros. 

Já segundo o Atlas da Violência 2018, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, sobre dados do Ministério da Saúde, de 2006 a 2016, 324.967 jovens entre 15 e 29 anos morreram de forma violenta. A taxa de homicídios nesse grupo (65,5 por 100 mil habitantes) é mais que o dobro da média nacional e seis vezes a média global. Considerando apenas jovens homens, ela sobe para 122,6/100 mil.

Nesse período de tempo, o número de homicídios de negros aumentou 23,1% e, do restante da população, caiu 6,8%. Em 2016, a taxa de homicídios de negros foi de 40,2 mortes para cada 100 mil habitantes, enquanto os demais grupos registraram 16 mortes para cada 100 mil.



Ibura - O bairro do Ibura, segundo o IBGE, tem 50 617 habitantes, apresentando uma densidade demográfica de 76,7 hab./ha. Este bairro apresenta também, o menor Índice de Desenvolvimento Humano da cidade do Recife, sendo que em 2010 o seu IDH era de apenas 0,732. Ainda de acordo com o IBGE, 45% da população é adepta de igrejas evangélicas, 42% de católicos, e demais denominações religiosas têm 4%. Os que não têm religião somam 8% .

O bairro se originou através do Engenho Ibura, no século XIX. O nome, originário da língua tupi, significa "água que arrebenta", possivelmente em decorrência de fontes de água existentes na localidade. Uma dessas fontes, denominada "Bica dos Milagres", existente na Vila dos Milagres, na margem da BR-101, é muito procurada pelos moradores e viajantes para abastecimento de água potável. Na década de 1940 foi construído um campo de pouso de aeronaves, denominado Campo do Ibura, que originou o atual Aeroporto Internacional dos Guararapes.


Serviço:

Reunião Comunitária no Ibura

Data: 22 de junho de 2018
Local: Praça das Igrejas
Pauta: O combate emergencial à fome na comunidade e
           providências para combater a violência no bairro
Horário: 18h


Da Redação, com informações do Marco Zero Conteúdo, Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas e Wikipedia

Assinada ordem de serviço para modernizar o matadouro de Caruaru

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, assinou, na tarde dessa quarta-feira (20), a ordem de serviço que dará início à Parceria Público-Privada, entre a Prefeitura e a Associação dos Marchantes, Criadores e Fornecedores de Carne de Pernambuco. Essa PPP foi firmada para que, a partir do dia 1º de julho, a administração do Matadouro Municipal Pedro de Souza passe para a Associação, que, juntamente com a prefeitura, irão construir o Frigorífico Industrial.

O gerente do Matadouro Municipal, Gilberto de Dora, relembrou as benfeitorias já realizadas no local desde o início da gestão. “Nós conseguimos fazer toda a requalificação desse prédio”, disse. “Em Setembro do ano passado recebemos a visita do Ministério Público Federal com 28 reivindicações. Dessas, todas foram atendidas, sem deixar nenhum espaço para que os órgãos de fiscalização tivessem algo a reclamar”, afirmou Dora. “Implementamos novos equipamentos de alta tecnologia, como uma caldeira potente, esfoladeira de couro, depiladora de mocotó, além do cuidado especial para o abate, sob a responsabilidade de um veterinário”, enumerou o gerente.

Com a parceria, será construído em Caruaru um abatedouro de alto nível, e um dos mais modernos do país, com sala de refrigeração da carne e duas câmeras frias, com capacidade para até 80 animais. O projeto, elaborado pela equipe de engenheiros da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, conta ainda com lagoas de decantação para tratamento de afluentes e estação de tratamento, que irá reaproveitar 90% da água. O início da construção está prevista para 1º de julho, com a terraplanagem do terreno, que fica localizado no distrito do Rafael (zona rural). A estimativa é que em até dois anos o Frigorífico Industrial seja entregue à população de Caruaru e Região.

Para o presidente da Associação dos Marchantes, Aquiles Constantino, a parceria será de grande importância para os fornecedores de carne e, também, para a população. “Temos a consciência de que é um marco essa parceria entre a Prefeitura e a Associação. Vai trazer dias melhores aos marchantes, fornecedores e clientes”, enalteceu Aquiles. “Num futuro muito próximo estaremos com o novo frigorífico e com nossa mercadoria sendo comercializada da forma mais adequada”, finalizou.

O secretário de Serviços Públicos, Humberto Correia Júnior, que está à frente do projeto do Frigorífico Industrial, disse que tudo foi pensado estrategicamente por sua equipe. “O projeto, que já está pronto, é ímpar e não existe nada semelhante aqui em Pernambuco”, afirmou. “Está sendo feito de uma forma técnica. Até para viabilizar o aeroporto, buscamos o melhor local, dando 14 quilômetros daqui ao Rafael, como pede a ANAC, tudo dentro dos padrões normativos”, analisou. “O terreno já está certo, o projeto está pronto, então agora é trabalhar”, completou Humberto.

“O olhar para o futuro depende de soluções simples que passam por quem está com a mão na massa, que são vocês”, disse a prefeita Raquel Lyra. “Nada desse movimento faria sentido se vocês não tivessem abraçado e confiado que nós poderíamos seguir um novo caminho, que está sendo feito hoje com a assinatura dessa ordem de serviço.” A prefeita confirmou a confiança depositada na Associação e afirmou o compromisso que a gestão tem com o novo empreendimento. “Vocês assumem agora, de fato e de direito, e nós seremos parceiros, daremos nossa contribuição financeira, estaremos apoiando no planejamento, na fiscalização e já entregamos o projeto, que, com o empenho de vocês, tenho certeza que daqui a dois anos teremos o novo Frigorífico Industrial”, finalizou.

Imprensa Caruaru




Estrada PE 414 entregue ao distrito de Bernardo Vieira

Na noite desta quarta (20), foi inaugurada a PE-414, denominada Rodovia Argemiro Pereira, no trecho do entroncamento da BR-232 e a entrada da comunidade, totalizando 26 quilômetros de extensão. A intervenção contou com um investimento de R$ 26 milhões e vai permitir o ir e vir da população local com mais segurança e rapidez. O Distrito de Bernardo Vieira pertence ao município de Serra Talhada, a 403 km do Recife.




Com informações da Secretaria de Imprensa de Pernambuco
Foto: Site Dárcio Rabelo

Som na Rural e outras atrações nesta sexta em Caruaru

A programação desta sexta-feira está recheada de novidades no São João de Caruaru. O projeto Som na Rural estacionará na Rua da Má Fama e levará ao público muita música eletrônica e discotecagem. A programação contará, também, com o São João na Roça, que, nesta sexta (22), ocorrerá em Cachoeira Seca, a partir das 19h30, com a apresentação do Trio Fole de Ouro e Banda do Batista. No Polo Casa do Forró, o cantor Valdir Santos e seus convidados levarão muito forró e alegria a partir das 20h.

O Polo Juarez Santiago oferecerá muito arrasta-pé com os trios Preto do Leite, Expressinho do Forró, Vai Hoje e Fogo de Lenha. No Polo das Quadrilhas, as apresentações ficarão por conta das atrações Pernas Pra Circular, Coletivo Ilê Dandara, Ori Cia de Dança e Luz do Candeeiro. O Polo do Repente oferecerá muita poesia comandada por Rogério Menezes e as presenças de João Bosco Pajeú, Edezel Pereira e Edvaldo Zuzu.

O Polo Azulão dará destaque, mais uma vez, a caruaruenses. Os artistas Nika Macedo, Gabriel Sá e a Banda de Pífanos Zé do Estado prometem levar ao público o que eles têm de melhor: talento, simpatia, carisma e um som que atende a todos os gostos. Uma das atrações mais esperadas no São João de Caruaru, a banda natural de Arcoverde, Cordel do Fogo Encantado, também estará presente no local, encerrando a noite de apresentações do polo.

A noite contará, ainda, com a apresentação de Bacamarteiros na Estação Ferroviária, a partir das 20h30 e muito forró no Polo Mestre Camarão, com as bandas Fábio Duarte, Wellington Caruaru e Cheiro da Terra. No palco do Parque de Eventos, sobem ao palco Lucas Costa, Petrúcio Amorim, Matheus e Kauan e John Geração, encerrando a programação da sexta-feira.

Segue a programação completa:

SÃO JOÃO NA ROÇA (CACHOEIRA SECA)

19h30 - Trio Fole de Ouro

22h - Banda do Batista




CASA DO FORRÓ

20h - Show com Valdir Santo e Convidados




POLO JUAREZ SANTIAGO

20h – Trio Preto do Leite

21h30 - Trio Expressinho do Forró

23h - Trio Vai Hoje

0h30 - Trio Fogo de Lenha




POLO DAS QUADRILHAS

20h – Pernas Pra Circular

21h – Coletivo Ilê Dandara

22h - Ori Cia de Dança

23h - Luz do Candeeiro




POLO DO REPENTE

18h - Rogério Menezes

João Bosco Pajeú

Edezel Pereira x Edvaldo Zuzu






SOM NA RURAL:

Rua da Má Fama – 22h





POLO AZULÃO

20h - Nika Macedo

21h20 - Zé do Estado

22h40 - Gabriel Sá

0h - Cordel do Fogo Encantado




PARQUE DE EVENTOS

20h – Lucas Costa

21h20 - Petrúcio Amorim

22h50 - Matheus e Kauan

0h40 - John Geração




POLO MESTRE CAMARÃO

20h30 - Fábio Duarte

22h30 - Wellington Caruaru

0h30 - Banda Cheiro da Terra




BACAMARTEIROS

20h30 - Batalhão 56

22h - Batalhão 17



Compesa faz acompanha ajustes finais das Adutoras do Moxotó e do Agreste

A equipe da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) realiza os últimos ajustes para iniciar a fase de testes e pré-operação das Adutoras do Moxotó (foto abaixo) e Agreste, que vão operar de forma integrada, para levar água do Rio São Francisco à Arcoverde e mais nove cidades do Agreste. Um dia após a visita do governador Paulo Câmara ao distrito de Rio da Barra, em Sertânia - quando ele acionou a comporta que liberou água do Açude do Moxotó para a primeira Estação Elevatória de Água Bruta (EEAB 1) - o presidente da Compesa, Roberto Tavares, permaneceu na cidade para inspecionar, hoje (21), a nova adutora, que será a primeira ligação do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco com a região Agreste. Junto com o diretor Técnico e de Engenharia, Rômulo Aurélio, e engenheiros responsáveis pelas obras, Tavares também acompanhou os ajustes finais em todas as unidades operacionais que compõem o novo sistema, antes da fase de testes, que inicia em julho.

Mais de 250 trabalhadores estão divididos em 20 frentes de serviços para concluir as interligações dos sistemas que permitirão a água chegar nas cidades. Na visita de hoje, o presidente da Compesa vistoriou os pontos de derivação da adutora principal que irá transportar água para as cidades de Arcoverde, Pesqueira, Belo Jardim e São Caetano. “Inspecionar essas obras nos enche de orgulho porque esse empreendimento não teria sido pensado e executado sem o esforço dos profissionais da companhia, que se dedicaram em tempo integral para a execução dessa grande obra”, argumenta Roberto Tavares.

A operação da adutora, empreendimento bastante aguardado por mais de 400 mil pessoas que residem nas dez cidades beneficiadas, vai transportar água do Rio São Francisco numa extensão de 70 quilômetros, até a Estação de Tratamento de Água (ETA) em Arcoverde, município do Sertão, que sempre sofreu com a escassez de recursos hídricos, e que será agora a 'porta das águas', o ponto de partida para a distribuição para as demais cidades. Também em Arcoverde, a Adutora do Moxotó foi interligada à Adutora do Agreste – cerca de 110 quilômetros de trechos de tubulações já assentadas – para transportar água para as cidades de Pesqueira, Alagoinha, Venturosa, Pedra, Sanharó, Belo Jardim, Tacaimbó, São Bento do Una e São Caetano.

Ao avaliar a importância da obra de integração da Adutora do Agreste/Adutora do Moxotó, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, lembrou da preocupação do governador, no ano de 2015, quando a obra da Adutora do Agreste avançava e o Ramal do Agreste, obra tocada pelo governo federal, ainda não havia saído do papel. “Naquele ano, Paulo Câmara nos solicitou a realização de estudos técnicos para garantir a segurança hídrica da Região e viabilizassem a antecipação do uso das águas da Transposição do Rio São Francisco, mesmo sem a construção do Ramal do Agreste, um projeto ainda não iniciado”, informou Tavares. A alternativa encontrada pelos técnicos da Compesa para usar as águas do São Francisco foi a construção do Sistema Adutor do Moxotó, um investimento de R$ 85 milhões. 

O Sistema Adutor do Moxotó é composto por três estações elevatórias (bombeamento) - EEAB 1 e EEAB 2 localizadas nos distritos de Rio da Barra e de Cruzeiro do Nordeste, respectivamente, ambos em Sertânia, e EEAB 3, em Arcoverde – além da própria adutora, com capacidade de transportar 450 litros de água, por segundo.

Imprensa Compesa


Arcoverde plural neste São João com programação extensa

As festividades juninas de Arcoverde são marcadas pela pluralidade de espaços e ritmos. São dez polos que garantem programação diária até o dia 30 de junho. Todas as atividades são gratuitas e incluem, além de show, exposições, oficinas e ações para todas as idades.

Nesta sexta-feira (22), o Polo Multicultural vai receber a apresentação da Quadrilha Junina Portal do Sertão e da Banda de Pífano Santa Luzia. EM seguida, sobem ao palco Avineh Vinny e Luan Douglas. No sábado (23), fazem shows Maciel Melo, Cordel do Fogo Encantado e Felipão. Na noite do domingo (24), o público poderá assistir a George Silva & os Pariceiros, Nanara Belo, Capim com Mel e Harry Estigado. Na segunda, o espaço será destinado exclusivamente ao II Festival de Quadrilhas Juninas Capital do São João.

O Polo Rubens Pastor, nas imediações da Praça Winston Siqueira, é destinado ao rock e gêneros alternativos. Na sexta (22), vão se apresentar Laranjão e Cultura Urbana. No sábado (23), é a vez de Walkyrya e Armaggedon. As bandas Benedita, Radiola Serra Alta e Gigante Cézar vão se apresentar no domingo (24).

A 8ª edição da Caminhada do Forró está confirmada e vai acontecer no sábado (23). O cortejo terá concentração no Bar Madeira de Lei, próximo à Estação da Cultura, antiga estação de trem no centro da cidade, às 10h. No local haverá apresentações de quadrilhas juninas, repentistas e trios pé de serra. Já o cortejo, com apoteose no Centro Comercial Regional Vereador Ulisses de Brito Cavalcanti – Cecora, será comandado por sanfoneiros, trios de forró, pífanos, bois, quadrilhas em perna de pau, entre outas atrações.

Em parceria com o Sesc, o Polo Pé de Serra também vai ter programação neste final de semana na Praça Winston Siqueira. A abertura do espaço está marcada para as 22h desta sexta-feira (22) com Paulinho e Pedrinho do Forró e Contadores de Histórias. No sábado (23), a programação começa com MacVanny Forró Pra Todo Mundo e continua com Pala de Pandeiro. No domingo (24) tem Tempero Nordestino e Cícero do Acordeon.

O coco, tão tradicional na cidade, tem um polo exclusivo para o ritmo, a partir das 17h30. Amanhã (22), vão animar o público os grupos Baque Mulher, Coco Pisada Segura o Samba de Coco das Irmãs Lopes. No dia seguinte (23) Coco Raízes de Arcoverde, Coco Trupé e Josildo Sá sobem ao palco. No domingo (24), estarão presentes Oba Aiye, Coco Raízes de Arcoverde e Silvério Pessoa.

O Polo da Poesia, com início às 15h, terá atividades neste final de semana. Nesta sexta (22), Macvanny, Chico Arruda e Geovane do Acordeon vão se apresentar no espaço. Sábado (23) é a vez de Forró Água de Coco, Cantigas e Cantilenas e Cícero do Acordeon fazerem shows. No domingo (24), será a vez de Pala de Pandeiro, Leandro Vaz e Noé Lira e Junior Saigon no Forró.

Circo - O Polo das Artes, no Largo do Teatro Municipal, terá programação voltada à arte circense. Sempre às 16h de todos os dias, o público poderá participar de jogos juninos e brincadeiras tradicionais. Na sexta (22), terá também Bonecandos, Quadrilha Mulambembes, Helton Moura e Tiné Equilibrista. Sábado (23) terá Reteitei, Johsy Guimarães e os grupos de coco Trupé e Raízes de Arcoverde. No domingo (24), vão se apresentar Reisado de Caraíbas, Decripolou, Odília e Teatro de Retalhos, além de Alberone e Balão Popular e Pé de Serra e o Samba de Coco das Irmãs Lopes.

Oficinas – O Polo Estação da Cura, na Estação da Cultura, vai receber as exposições Infinito Olorum e Memória, Imagem e Ação, com visitações das 9h às 12 e das 14h às 17h. No sábado (23) e domingo (24), durante o dia, vai haver oficinas de Mobilidade em Perna de Pau, Percussão, Customização e Grafitagem..


Você sabe estudar?

Um dos maiores desafios dos estudantes é organizar o tempo para estudar e fazê-lo de forma efetiva. Por isso, na próxima segunda-feira (25), o Colégio Motivo vai promover um debate on-line sobre métodos de estudo. “Você sabe estudar” vai ter a participação das professoras de Língua Portuguesa Camila Campos e Cecília Diniz.

A live será exibida a partir das 19h nas redes sociais do Colégio Motivo e vai possibilitar a interação dos participantes através do Facebook e do Instagram. O debate terá orientação direta da Supervisora do Ensino Médio Leyllyanne Souza e da psicóloga educacional Silvanith Mesquita.

A iniciativa faz parte do projeto tecnológico da rede em proporcionar ensino de qualidade com técnicas de estudo modernas e que tragam engajamento entre os alunos e participantes. A live será transmitida na página do Facebookhttps://www.facebook.com/colegiomotivo e no perfil do Instagram https://www.instagram.com/colegiomotivo/, a partir das 19h.



Trânsito alterado durante a programação do São João de Olinda

Para quem vai curtir o melhor do forró, no São João de Olinda 2018, é preciso ficar atento ao esquema de trânsito. As medidas que vão garantir a mobilidade e a segurança na cidade. A festa tem início nesta quinta-feira (21) e segue até o domingo (24). Nesse período, o entorno do Polo Sala de Reboco, na Praça do Carmo, vai receber pontos de bloqueio, sempre a partir das 17h, contando com a presença dos agentes de trânsito do município para orientar os motoristas. 

Com as mudanças, a Avenida Liberdade estará fechada para tráfego, com desvio dos veículos pela Rua do Bonfim. Não será permitido, também, o acesso ao Carmo para quem vem pela Rua 27 de Janeiro. A rota alternativa para a saída será pela Rua 15 de Novembro, acessando também os Quatro Cantos. As liberações dos pontos de bloqueio estão programadas para ocorrer, diariamente, a partir das 2h30. A Secretaria de Transportes e Trânsito vai garantir a tranquilidade dos pedestres e condutores, utilizando também cones e outros equipamentos de sinalização.

Imprensa Olinda

Caruaru recebe evento internacional de música eletrônica

Caruaru, no Agreste pernambucano e conhecida como a Capital do Forró, será palco de dois dos principais núcleos de música eletrônica do país e uma das maiores explosões musicais que a cidade já viu: o Coletivo BoiKOT (PE) e a Sonido Trópico (SP). O evento será realizado no Circo 93, nos dias 22 e 23, véspera de São João. Serão 24 horas de agitação, sempre começando às 15h e terminando às 3h.

Na sexta-feira (22) o PsyTrance instaura o arrasta-pé cósmico com o casting da BoiKOT e convidados. Já no sábado (23), a Sonido Trópico mescla música eletrônica com elementos folclóricos e orgânicos, trazendo para Pernambuco o rala bucho intergalático que circula o mundo todo.

Os ingressos antecipados custam entre R$30 e R$40 e podem ser adquiridos pelo Sympla (https://www.sympla.com.br/boikot-showcase-e-sonido-tropico-em-caruaru__304620) ou na bilheteria do local, nos dias do evento.

Sonido Trópico: dos principais festivais do mundo para Caruaru

Sonido Trópico é uma referência internacional de pesquisadores e produtores das novas tendências eletrônicas da América Latina. O selo se firmou na vanguarda sonora paulistana com 8 músicos eletrônicos e DJs. Seus artistas e Showcases já estiveram na programação dos principais festivais de música eletrônica do mundo: Fusion Festival (Alemanha), Burning Man (EUA), Festival Nomade (Chile) e o Fuji International Music Festival (Japão).

Em Caruaru, marcarão presença os meninos prodígio do Cosmic e Damião (SP) - duo que mescla, dentre várias referências, as bandas de pífano nordestinas; Gerra G (PR) e Reple (SP), além dos DJ’s Sonora Mamelungo (PE); Rádio Libertadora (PE);, Reciclagem Sonora (PE) e Vogoo (SP/PE) - uma das grandes promessas da cena techno do país.

Coletivo BoiKOT*

Fincando história na cena local, o Coletivo BoiKOT desembarca com o seu Showcase de PsyTrance, em formato indoor. O evento apresenta a produção artística do Coletivo e convida o LIVE Exosideral (PE) [Exo Record] e o DJ D’Psy (MG) [Urban Antidote Records].

Programação:

22/06- BoiKOT Showcase:

Line Up:
15h- Coivara LIVE
16h30- Bhargo
18h- Soma (3g)
19h30- Neuro
21h- The Mouse
22h30- D’Psy (Urban Antidote Records)
0h- Exosideral (Exo Records)
1h30- Indigo
3h- FIM

23/06- Sonido Trópico + BoiKOT

Line Up:
15h- Sonora Mamulengo
16h30- Reciclagem Sonora
18h- Rádio Libertadora
19h30- Cosmic e Damião
22h- Gerra G
0h30- Reple
3h- FIM

VJ Soma

Apoio: Cervejaria Babylon Catuaba Selvagem

Serviço:

O que? BoiKOT apresenta: BoiKOT Showcase e Sonido Trópico
Quando? Sexta e Sábado (22 e 23 de junho)
Onde? Circo 93 (Rua Silvino Macêdo, conhecida como Rua da Má Fama)
Hora: sempre a partir das 15h
Quanto: R$ 30 a R$ 40



Agentes de trânsito recebem novo fardamento

A Prefeitura de Olinda renovou o fardamento dos profissionais que atuam no gerenciamento do trânsito da cidade. Nesta quinta-feira (21.06), os agentes, técnicos de engenharia e tráfego, orientadores e demais trabalhadores do segmento tiveram oficializados os novos uniformes. O encontro contou com a presença do prefeito Professor Lupércio, o vice-prefeito, Márcio Botelho, e demais autoridades. A medida segue uma tendência nacional e faz parte da proposta de modernização assumida pela atual gestão, incluindo esforços de valorização dos servidores.

O novo visual conta agora com o padrão de calças pretas e camisas em tom de verde mais intenso e refletivo. O incremento inclui botas, cinturões, bonés, porta-objetos, coletes e camisas com proteção contra raios solares. De acordo com o secretário de Transportes e Trânsito de Olinda, Jonas Ribeiro, o município vem ganhando com as mudanças. "Trata-se de mais uma etapa do processo de melhoramento que tem sido promovido desde o início da gestão, incluindo também capacitações rotineiras do efetivo", destacou. Com a nova vestimenta, a visualização dos agentes pela população é otimizada, inclusive no período da noite. 

O prefeito Professor Lupércio destacou a importância do trabalho dos agentes para o município e enfatizou que a gestão deve continuar trabalhando para trazer melhorias às categorias e à população. "O nosso compromisso é de oferecer melhores condições de trabalho, algo que se reflete também no melhor desempenho do serviço em toda a cidade", reforçou. Em agosto do ano passado, a Prefeitura de Olinda também renovou a identidade visual das viaturas que atuam no trânsito da cidade. Os carros e motos, antes identificados na cor verde, ganharam traços mais modernos e adesivagem na cor amarela.

Imprensa Olinda


Amores de Chumbo estreia hoje no São Luiz


Nota do Blog: Em uma das cenas, o ator Cláudio Ferrario declama o poema "Bandeiras", do jornalista, escritor, poeta e ex-preso político Marcelo Mário de Melo. Ele e outros ex-presos políticos participam da cena como figurantes. 



sábado, 16 de junho de 2018

Se juntas já causam, imagine juntas...

O título pode parecer meme, mas a proposta delas nada tem de modinha. Com a intenção de renovar a Assembleia Legislativa de Pernambuco, a advogada Robeyoncé Lima, a militante do MTST Jô Cavalcanti, a estudante Joelma Carla, a jornalista Carol Vergolino e a professora Kátia Cunha resolveram unir forças em uma só campanha para deputada estadual,o coletivo Juntas, que pretendem exercer a Mandata. 

O nome que vai aparecer formalmente na urna é o de Jô, mas o trabalho como um todo é dividido para as cinco. "A gente resolveu se unir para ter uma possibilidade mínima de ganhar dessa macharada, que já está consolidada há um bom tempo na política. Esse modelo de candidatura individual já tá bem falido, pois não é possível que uma só pessoa seja representante de uma pluralidade de eleitores e penso que a legislação eleitoral venha se adaptar às mudanças na sociedade", afirma a advogada.


Alto Paraíso - Não é o primeiro caso de candidatura coletiva no Brasil. Em Alto Paraíso de Goiás, a 425 km de Goiânia, um coletivo de ideologia anarquista se elegeu para um mandato de vereador em 2016. O nome votado foi o do advogado João Yuji (o quarto da esquerda pra direita), que eleito pelo antigo PTN (hoje Podemos), mas quem exerce o mandato coletivo, além do Yuji, são Laryssa Galantini, Saty Nam, Ivan Diniz e Luís Paulo. Segundo Yuji, o compromisso do grupo é desenvolver um trabalho voluntário em benefício da cidade, razão pela qual o salário de vereador, de cerca de R$ 5 mil, será todo destinado a projetos em benefício da população. 


Quem são elas e por que elas causam?

Robeyoncé Lima -  A primeira advogada trans em atividade do Norte-Nordeste e a segunda do Brasil, tem 29 anos e seu nome social foi reconhecido pela Ordem dos Advogados do Brasil. Formada em Direito e em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco, ela é assessora jurídica do vereador Ivan Moraes Filho (também do PSol), sendo a primeira funcionária trans na Câmara do Recife (e a segunda de Pernambuco, que tem Fabianna Melo na Assembleia Legislativa).

Jô Cavalcanti - A vendedora ambulante e militante do Movimento dos Trabalhadores Urbanos Sem Teto (MTST) lidera a ocupação Marielle Vive, no Centro do Recife. Ao ser demitida de uma lanchonete, jurou não trabalhar mais para patrão algum. Enquanto montava sua barraca de camelô no bairro da Boa Vista (com o dinheiro de sua indenização), sindicalizou-se e começou a militar em favor dos vendedores ambulantes e dos sem teto. Hoje é diretora de mobilização do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Comércio Informal do Recife (Sintraci). Na foto ao lado, ela está com o pré-candidato do PSol à Presidência, Guilherme Boulos, durante evento de mobilização na ocupação Marielle Vive.


Kátia Cunha - A professora da Rede Estadual de Ensino, natural de Igarassu, Região Metropolitana,  entrou na militância em 2015, quando, durante greve de professores, cobrou pessoalmente do governador Paulo Câmara o repasse de 13% para equiparação do piso estadual ao nacional. Três dias depois da mobilização, ela e outros 14 professores foram exonerados e perderam suas gratificações. Logo depois foram reintegrados na negociação que pôs fim à greve. Candidatou-se a vereadora de Igarassu e com 146 votos, não se elegeu. Mas não desiste da luta e sua integração ao coletivo Juntas se deve ao seu histórico de militância.




Carol Vergolino - A jornalista e produtora audiovisual de 39 anos formou-se na Universidade Católica em 2001 e é produtora executiva de das séries Vulneráveis (TV /livro e exposição fotográfica); Saudade para o Arte 1 (em finalização), Borboletas e Sereias para TV Pública, a série Coletivos (em produção). Em sua obra, os trabalhadores, pobres e excluídos encontraram voz e expressão, o que a aproximou da militância político-partidária. Há dois meses, escreveu uma carta em seu Facebook onde compara os cheiros da pobreza, da melhora de vida, da violência, enfim, os cheiros da vida brasileira.


Joelma Carla - A estudante e militante do Conselho Municipal da Juventude de Surubim, a 117 km do Recife, apesar de pouca idade (20 anos prestes a serem completados), bem sabe da sua responsabilidade e da importância de sua representatividade. Em dezembro do ano passado, Joelma representou o IPJ (Instituto Protagonismo Juvenil) – atuante na construção de uma política juvenil desde 2010 –, no Conselho Municipal da Juventude (CMJ). Sendo eleita na solenidade a nova vice-presidente do CMJ. Quando candidatou-se a vereadora, em 2016, seus pais ficaram assustados no começo, mas depois apoiaram a filha incondicionalmente, não só na ocasião, mas também agora na sua co-candidatura. Seu maior desafio é chamar a juventude para participar da política.



TI Largo da Paz começou a operar hoje

O Grande Recife modifica a operação no Terminal Integrado Largo da Paz. A novidade tem início neste sábado (16) quando o equipamento passa a operar por meio da integração temporal. A iniciativa mexe diretamente com 59 linhas da Região Metropolitana do Recife.

Agora, ao desembarcar no Terminal Integrado Largo da Paz em direção ao metrô, os usuários das linhas 115 – TI Aeroporto/TI Afogados e 870 – TI Xambá/TI Largo da Paz terão que embarcar exclusivamente com o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) Trabalhador, Estudante, Livre Acesso ou Comum. No sentido contrário, ao sair do metrô e entrar no TI, o usuário deverá embarcar obrigatoriamente pela porta dianteira dos ônibus e passar o cartão no validador do coletivo, girando a catraca para completar o embarque, sem o pagamento de uma nova tarifa.

Estas duas linhas que operam no terminal farão a Integração Temporal com outras 57 linhas que compõem a Matriz de Integração. Ou seja, o passageiro poderá sair do metrô e embarcar numa das linhas do Terminal Integrado ou sair do metrô e pegar, do lado de fora do TI, uma das linhas que fazem parte da matriz de integração.

A Integração Temporal permite que o usuário utilize os dois modais (ônibus x metrô) ou duas linhas de ônibus pagando apenas uma passagem, no intervalo de duas horas, mediante uso do VEM. É importante lembrar que a Integração Temporal só é possível com o cartão VEM. Logo, usuários que pagarem a passagem em dinheiro não terão como realizar a integração sem o pagamento de uma nova tarifa. Por isso, devem adquirir o cartão VEM Comum que está sendo comercializado no TI Largo da Paz.

A mudança já vem sendo comunicada aos usuários por meio de cartazes espalhados nas estações de metrô da Região Metropolitana, nas linhas que compõem a matriz de integração e no Terminal Integrado do Largo da Paz.

Confira, abaixo, as linhas que compõem a matriz de integração com o TI Largo da Paz:


020 – Candeias/TI Tancredo Neves

023 – TI Aeroporto/TI Tancredo

024 – TI Tancredo Neves (Circular Boa Viagem)

026 – TI Aeroporto/TI Joana Bezerra

033 – Aeroporto

034 – Curcurana/TI Cajueiro Seco

060 – TI Tancredo Neves/TI Macaxeira

080 – TI Joana Bezerra/Boa Viagem

101 – Circular (Conde da Boa Vista/Rua do Sol)

107 – Circular (Cabugá/Prefeitura)

115 – TI Aeroporto/TI Afogados

116 – Circular (Príncipe)

117 – Circular (Prefeitura/Cabugá)

119 – Circular/TI Cabo

123 – Três Carneiros Baixo/TI Tancredo Neves

125 – Córrego da Gameleira/TI Tancredo Neves

126 – UR-03/TI Tancredo Neves

132 – UR-02 (Ibura)/TI Tancredo Neves

133 – Três Carneiros/TI Tancredo Neves

135 – UR-10/TI Tancredo Neves

137 – UR-11/TI Tancredo Neves

138 – Zumbi do Pacheco/TI Tancredo Neves

139 – TI Cabo/TI Cajueiro Seco

143 – UR-06/TI Tancredo Neves

144 – UR-04/TI Tancredo Neves

151 – Jardim Jordão/TI Aeroporto

152 – Jordão Baixo/TI Aeroporto

153 – Jordão Alto/TI Aeroporto

157 – Gaibú/TI Cabo

161 – TI Aeroporto/TI Prazeres

162 – Muribeca/TI Cajueiro Seco

163 – TI Cajueiro Seco (Circular)

164 – Marcos Freire/TI Cajueiro Seco

165 – Muribeca dos Guararapes/TI Cajueiro Seco

183 – Ponte dos Carvalhos/TI Cajueiro Seco

185 – TI Cabo

196 – Nossa Senhora do Ó/TI Cabo

200 – Jaboatão (Parador)

206 – TI Barro/TI Prazeres (Jordão)

216 – TI Barro/TI Cajueiro Seco

220 – TI Jaboatão/TI Cavaleiro

262 – TI Jaboatão/Malvinas

370 – TI TIP/TI Aeroporto

810 – TI Xambá/Encruzilhada

831 – Aguazinha/TI Xambá

841 – Nova Olinda/TI Xambá

842 – Águas Compridas/TI Xambá

843 – Alto da Bondade/TI Xambá

844 – Santa Casa/TI Xambá

847 – Alto Nova Olinda/TI Xambá

852 – Caixa D’Água/TI Xambá

861 – TI Xambá/TI Joana Bezerra

870 – TI Xambá/TI Largo da Paz

892 – Alto do Cajueiro/TI Xambá

894 – Alto do Sucupira (Córrego do Abacaxi)/TI Xambá

895 – Alto do Sol Nascente/TI Xambá

914 – PE-15/Afogados

1909 – TI Pelópidas/TI Joana Bezerra

2456 – TI Cosme e Damião/TI Camaragibe (Via Viana)

Em caso de dúvidas, sugestões ou reclamações os usuários podem entrar em contato com o Grande Recife Consórcio, por meio da Central de Atendimento ao Cliente (0800 081 0158) ou Whatsapp (99488.3999), somente para reclamações.

Imprensa Grande Recife